quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Visita - Ribeiro Couto

.
Um raio de sol atravessa a janela.
Alegria entrou com esse raio de sol.
Como está claro agora o meu quarto de doente!
.
Se eu fosse um raio de sol não desceria a um quarto de doente.
Iria para aquela nuvem que vai passando lá longe,
aquela nuvenzinha branca no céu azul,
para viajar com ela, para ser feliz...
.
Entretanto, fica, raio de sol.
Espera um momento, raio de sol...
Meu raio de sol...
.

Um comentário:

Reino da Fantasia disse...

Os doentes necessitam de sol e este raio sabe disto! bjs